Vida Feliz

Você Sabia?

Atividades na Terceira Idade

Uma das causas de baixa qualidade de vida entre os indivíduos acima dos 60 anos é a falta de aptidão física e a pouca capacidade funcional destas pessoas. A capacidade cardiovascular, massa muscular, força muscular e flexibilidade sofrem declínio com o avançar da idade e aumenta com falta de movimentos do corpo.

Apesar da importância da atividade física na vida das pessoas, grande parte delas mantêm um estilo de vida sedentário e isto é responsável por cerca de 30 % das mortes por doença do coração.

O conceito de atividade física é qualquer movimento corporal que dispenda energia e o exercício físico é a atividade física planejada, repetitiva e proposital.

O exercício, a dieta, o controle de peso e hábitos de vida adequados ,juntos podem melhorar a qualidade de vida dos idosos prevenindo ou minimizando as mudanças decorrentes do processo de envelhecimento.

A indicação da atividade física depende de vários aspectos como prazer que a atividade pode proporcionar, limitações pessoais a determinado exercício, as suas necessidades físicas e suas características sociais e psicológicas.

Os benefícios físicos são o aumento da elasticidade, fortalecimento da musculatura, aumento da massa muscular, melhora nas articulações, diminuir a perda óssea, evitando doenças como osteoporose, aumento da capacidade pulmonar com melhora da oxigenação do organismo, além de baixar a pressão arterial e a glicose.

Está comprovado que indivíduos idosos conseguem obter benefícios dos exercícios físicos tanto quanto os jovens.

Além das mudanças corporais, a atividade física melhora a auto-imagem, melhorando em função disto a autoconfiança e a afetividade, aumentando a sociabilização e mantendo uma atitude positiva perante a vida.

A indicação para a pratica de exercícios físicos são a angina e infarto do miocárdio, pressão alta, asma, bronquite e enfisema pulmonar, diabetes, doenças das articulações e dos ossos, obesidade.

As contra-indicações para exercícios físicos são infecções generalizadas, pressão alta descontrolada e coração recém operado.

Antes do inicio de qualquer atividade física, o individuo idoso deve ser avaliado clinicamente e através de teste de esforço e somente iniciar os exercícios com recomendação médica.

Os exercícios mais convenientes para saúde são os aeróbicos como por exemplo: caminhar, pedalar, nadar e hidroginástica e a escolha depende das condições de cada pessoa.

As recomendações para a realização dos exercícios são as seguintes:

• Usar roupas e sapatos adequados

• Beba líquidos antes do exercício

• Fazer exercícios somente quando se sentir bem

• Iniciar a atividade lenta e gradativamente, para permitir adaptação

• Evitar o fumo e uso de sedativos

• Alimentar-se até 2 horas antes do exercício

• Respeitar os limites pessoais e informar quaisquer sintomas

A atividade física bem orientada, tanto em idosos saudáveis como em portadores de doenças aumenta a produção do colesterol bom (HDL-colesterol), diminui a obesidade, auxilia a melhorar o diabetes e diminui as doenças do coração, além de melhorar a aptidão física.

Este texto foi extraído de Sociedade brasileira de geriatria e Gerontologia

Comentários no Facebook